Olimpíadas contribuem para a venda de artigos esportivos

O mercado já está sentindo o impacto das Olimpíadas no Brasil e o varejo se prepara para receber as oportunidades geradas pelo esporte e, consequentemente, a demanda por artigos esportivos também cresce

501

O mercado já está sentindo o impacto das Olimpíadas no Brasil e o varejo se prepara para receber as oportunidades geradas pelo esporte e, consequentemente, a demanda por artigos esportivos também cresce.

A indústria brasileira deste nicho deve atingir um crescimento de 5% este ano, é o que aponta a Associação Brasileira da Indústria do Esporte (Abriesp). A maior procura deve ser por artigos relacionados a esportes coletivos, como futebol e vôlei.

Os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016 estão impactando toda a indústria nacional, principalmente a de calçados. O faturamento anual do varejo neste segmento é de R$ 4,73 bilhões, sendo que a cada ano, são vendidos mais de 85 milhões de pares de tênis.

O Brasil é um dos maiores produtores de calçados do mundo, seus produtos têm boa aceitação em vários países, principalmente, na América Latina. A região Sudeste é a que mais consome calçados, um montante que gira em torno de R$ 21.566,81 milhões.

Mediante este cenário, uma das dicas da empresa gaúcha Golfran, especializada na venda direta por catálogos, é que os franqueados criem um mote diferenciado de negócios para as Olimpíadas, como é o caso dos artigos esportivos, em especial os tênis. Outra opção interessante é que as franquias trabalhem com um mix de produtos relacionados, identificando fatores que agreguem valor ao negócio.

Em momentos de oportunidade, a Golfran adota estratégias que envolvem treinamentos, comunicação eficaz e conteúdo relevante, além de ficar atenta às notícias do momento, É inerente ao mercado que no caso dos jogos, os produtos fiquem vinculados ao esporte, marcas e atletas.

Enquanto isso, os consultores das franquias Golfran que se dedicam às vendas diretas por catálogos conseguem fidelizar os clientes com a entrega pontual dos pedidos, modelos, cores e tamanhos, pois a venda de calçados é a segunda mais significativa da empresa, só perdendo para os artigos de cama, mesa e banho. Um dos principais diferenciais do porta a porta é a variedade de itens para atender todos os gostos, além de o consumidor poder escolher o número e saber que o modelo, cor e tamanho corretos serão entregues na data prevista.

“As pessoas estão mudando os hábitos e passaram a comprar os calçados por catálogos, que atualmente representa 30% da nossa venda. Estamos colhendo o fruto desta inovação, uma vez que poucas lojas possuem a variedade de itens e a quantidade de numerações que o nosso catálogo oferece”, afirma o Diretor Presidente Gotardo Cavalli.

Para a Gerente de Marketing e Analista de Produto, da Golfran, Kimberly Cavalli é necessário avaliar o design, o conforto e a procedência dos produtos lembrando que, além das Olimpíadas, há uma grande demanda pela atividade física e pelo bem-estar que são as principais preocupações da geração atual.

“Esta é uma grande oportunidade para incrementar as vendas já que aproximadamente 4 bilhões de pessoas em todo o mundo irão assistir os jogos Olímpicos, influenciando diretamente na venda de artigos esportivos”, conclui a Analista de Produtos da Golfran.

Fonte: Exame.com 

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comments

comments