Mercado de roupas plus size investe em tendências e lucro cresce

Empresários perceberam o potencial do setor. Faturamento do setor superou R$ 6 bilhões em 2015

499

Os empresários perceberam o potencial do mercado plus size e estão investindo pesado. Agora ficou mais fácil encontrar peças bonitas, descoladas e da moda nos tamanhos grandes. Tem todas as tendências de moda, todas as modelagens e estampas. Um mercado que deve fechar 2015 com faturamento de mais de R$ 6 bilhões, só em roupas femininas.

A loja da empresária Cynthia Horowicz, por exemplo, focou nas mulheres que usam roupa plus size, ou seja, manequim acima de 48 – ou G – GG ou Extra G. Por quase 30 anos, o negócio foi apenas confecção, com vendas no atacado. Em 2013, ela e outras sócias decidiram diversificar os produtos e apostar no consumidor final, com vendas pela internet.

A demanda plus size cresceu tanto que hoje o e-commerce das empresárias já tem com mais de 50 marcas. Além de roupas, tem também acessórios, lingerie, moda praia e até bota com o cano feito sob medida para a panturrilha de clientes. O site recebe em média 50 pedidos por dia. As empresárias não revelam o faturamento, mas esperam crescimento de 45% esse ano.

Outra loja especializada em roupas de festa é a do casal Tina Taveira e Bruno Taveira. Eles montaram o negócio em 2003. Mas, há três anos eles investiram no mercado plus size, com uma loja de vestidos de noiva e vestidos para convidadas e madrinhas, que estão acima do peso. Hoje, a venda das peças já representam mais de 50% do faturamento total, que é de R$ 80 mil por mês.

Fonte: G1

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comments

comments