Comércio do Rio se queixa de falta de planejamento em feriados da Rio 2016

Ano terá 10 feriados nacionais, 3 estaduais e 6 municipais, diz CDLRio. "Comércio não é procurado, não tem diálogo", diz presidente do Clube

375

A decretação de mais um feriado no Rio na próxima quinta-feira (4) provocou a reação do  presidente do Clube dos Diretores Lojistas e do Sindilojas do Rio de Janeiro, Aldo Gonçalves. Em entrevista ao G1, ele disse estar preocupado com a notícia já que o estado passa por uma situação difícil de queda assustadora nas vendas. Ele disse que o comércio não é contra a realização da festa mais importante do país, mas não é possível decretar feriados a qualquer momento. “Já aconteceu na Copa do Mundo alegando questões de segurança. São cinco anos para se preparar e acontece isso. Falta planejamento, não tem diálogo e o comércio não é procurado, infelizmente”.

O comércio varejista pode perder R$ 7 bilhões em receitas de vendas em 2016 devido ao excesso de feriados em 2016. Ao todo, serão 10 nacionais, três estaduais e seis municipais(contando com os olímpicos) , dos quais 11 em dias úteis com possibilidade de prolongamento, conhecido como “enforcamento”.

A Prefeitura alega que o decreto que estabelece o feriado permite que o comércio abra. O CDL, entretanto, endente que mesmo assim os feriados e os seus possíveis prolongamentos vão penalizar os lojistas, principalmente de lojas de rua, que são as que mais sofrem, especialmente no Centro da cidade e na Zona Norte, devido a fatores como a queda de circulação de pessoas.

O CDL acredita que a revitalização da Zona Portuária não está movimentando o comércio já que as pessoas que vão ao local não estão com foco no consumo. “Poucos setores se beneficiam, mas é pouco para o comércio como um todo. Quem fatura mais nesses locais são os bares e restaurantes”.

Gonçalves pediu um pouco mais de sensibilidade com o setor que mais emprega e paga mais impostos na cidade. De acordo com o Centro de Estudos do Clube de Diretortes Lojistas do Rio de Janeiro, cada dia parado representa uma perda média de cerca de R$ 381 milhões. A estimativa foi feita pelo CDLRio com base nos dados do IBGE e corrigida para 2016.

Feriados Olimpíada 2016
Três feriados foram criados para acomodar convidados e anfitriões: dias 5, 18 e 22 de agosto.  Nesta terça-feira, o prefeito Eduardo Paes anunciou que a cidade terá mais um feriado por conta dos Jogos Olímpicos. Ele justificou a medida citando a passagem da tocha olímpica na cidade, mas admitiu que o Rio sofreu com congestionamentos desde segunda por conta da implementação da faixa olímpica.

“Essas faixas geraram transtornos em toda cidade, especialmente Linha Amarela, impactando de forma muito intensa na Barra da Tijuca, num trecho da Linha Vermelha”.
O primeiro é no dia de abertura da Olimpíada, quando cerca de 10.500 atletas estarão se deslocando em mais de 350 ônibus, além de chefes de estado e de governo que virão para a festa. No dia 18, é quando será realizada a prova de triatlo em Copacabana, na Zona Sul, e no dia 22, após os jogos, quando praticamente todas as delegações estarão deixando a cidade e voltando para casa.

O prefeito pediu aos cariocas que se programem não só para os dias de interdições, mas também para os feriados, e que priorizem o transporte público. Paes pediu desculpas pelo trânsito complicado, mas disse que o momento é único. “Valem a pena esses transtornos, essas contingências para que a gente possa mostrar ao mundo que o Rio é um lugar muito especial. Apesar dos desafios deste país, a gente tem muito orgulho do que representa”.

Fonte: G1

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comments

comments